Resenha – O Tempo Entre Costuras

A primeira vez que ouvi falar sobre o aclamado livro de Maria Dueñas foi em um post da Sabrina no blog Café com Blá Blá Blá, e me interessei o suficiente para procurá-lo online e ler sua sinopse. Chegando na casa de meus pais para as festas de fim de ano após uma noite mal dormida no avião e um atraso de duas horas, os três livros que levei para a viagem já estavam terminados. Eis que minha mãe me aparece então com O Tempo Entre Costuras para que eu pudesse desfrutá-lo.

O Tempo Entre Costuras conta a história de Sira Quiroga, uma jovem espanhola que aprende a costurar para ajudar sua mãe a ganhar o pão de cada dia. Ela está de casamento marcado mas se apaixona loucamente por um outro rapaz e deixa tudo pra trás pra viver com ele. Eles então se mudam para Tânger, cidade do protetorado espanhol em Marrocos, onde se vê de uma hora para outra impossibilitada de voltar para Madrid, completamente sozinha e sem dinheiro e com uma dívida enorme para saldar. Contando com a ajuda da “muambeira” – uma das melhores personagens do livro em minha opinião – Sira vai aos poucos remodelando sua vida entre uma costura e outra em Tetuán, em meio a duas guerras, se misturando com personagens reais e fictícios e ganhando cada vez mais a empatia do leitor. As reviravoltas também são interessantes: quando as coisas começam a se acalmar e acreditamos que Sira possa viver tranquilamente com a máscara que criou para enfrentar o mundo, Dueñas coloca a heroína em uma nova fase, precisando se reinventar novamente.

Confesso que muitas vezes tive sentimentos ambíguos com relação à personagem principal, especialmente no começo do livro por estar completamente cega de paixão. Mas Sira não é uma personagem estática, imutável, e ela aprende a se virar sozinha e a não querer nem precisar depender de homem nenhum para viver. Ela escreve sua própria história e aprende a dançar conforme a música. Ela se transforma sem perder sua essência, evolui sem deixar de ser ela mesma e é isso que torna esse livro tão cativante e tão merecedor de todos os elogios que possa receber. Minha única reclamação, se é que assim posso chamá-la, é que fiquei o livro todo esperando o momento em que Sira apareça com uma rosa na mão como na capa, e esse momento nunca chegou. Mas talvez eu tenha devorado o livro com tanta gana que a rosa tenha passado despercebida.

Ficha Técnica

Título: O Tempo Entre Costuras (El Tiempo Entre Costuras)
Autor: Maria Dueñas (Tradução de Sandra Martha Dolinsky)
Editora: Planeta
Páginas: 480
Avaliação: 5/5 estrelas

12 respostas em “Resenha – O Tempo Entre Costuras

  1. Quando a Sabrina falou desse livro, eu fiquei muito vontade de o ler. Confesso que o único livro de escritores cuja lingua mãe é espanhol que eu li foi “A sombra do vento”, que eu AMEI! Esse parece bem ser o tipo de livro que eu gosto, principalmente porque há modificações na personagem principal durante o livro!

    • Eu confesso que tinha vontade de bater nela no começo, mas depois acabei sentindo empatia por ela. Super recomendo também, viu!

  2. Quando eu vi esse livro, o que me chamou atenão foi a capa. rsrs A história parece legal, ao mesmo tempo meio triste, mas deve ser uma ótima lição de vida.

    • Não sei se triste seria a palavra certa… Na maior parte do tempo, Sira é uma pessoa que luta pra sobreviver, e embora haja momentos tristes eles não dão o tom do livro. Mas recomendo imensamente, além da capa ser linda, o enredo é cativante e a narrativa é definitivamente interessante!

  3. Oba! Fico feliz de saber que você gostou de uma indicação minha! =)
    Esse livro superou bastante minhas expectativas!! A primeira coisa que me chamou a atenção também foi a capa, e depois a sinopse e depois a escrita.
    A parte que eu mais gostei foi, sem dúvidas, essas mudanças pela qual a personagem passa! Ela acaba deixando de ser uma menina ingênua e se torna uma mulher bem forte.

    • Adoreeeei! Eu acho que teria ficado meio assim quando minha mãe chegou com ele pra eu ler, mas a primeira coisa que eu pensei foi “nossa, esse foi o livro que a Sabrina gostou, parece interessante”. No mesmo dia comecei a ler e dois dias depois já tinha terminado haha. Thanks plenty!!

  4. Até se achar a versão em espanhol eu leio. Já entrou para minha lista, definitivamente! Adoro histórias sobre mulheres fortes que sabem conservar sua essência mesmo mudando com a vida…

    • Vale muito a pena, Nik! E sempre é melhor ler na língua original, não é? Procura sim e leia, acho que você vai gostar muito!

  5. ahhhh confesso que eu nao leria esse livro apesar de adorar ver essas mudanças de personalidade, e ser uma coisa bem mais real a vida atual…
    mas ler suas resenhas é beem legal e ver como vc gosta tbm é! =D parabéns!

    • Ah que pena Lain, o livro é muito bom especialmente por misturar personagens fictícios com personalidades da época.

  6. Livro magnífico, com história magnífica.Merece ser lido e indicado. Todo o amor, sentimento, angústia que a personagem passa nos deixa cada vez mais louco em saber onde vai parar a história.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s