Resenha: Winter Garden, Kristin Hannah

Minha primeira experiência com Kristin HannahFirefly Lane – foi uma relação meio de amor e ódio. Comecei a ler mas larguei o livro nas primeiras páginas porque a mudança de narradores me irritou profundamente. Mas teimosa que sou, o simples fato de não ter apreciado a condução do começo da história não me impediu de pegar o livro novamente, e quando cheguei ao final minhas lágrimas e soluços não permitiram meu arrependimento. Eu sabia que Ms. Hannah entraria na minha lista de autores que eu sempre leria alguma coisa. E eis que ano passado ela lançou seu mais novo romance, Winter Garden.

Winter Garden, como todos os romances de Kristin Hannah, conta a história de mulheres fortes e como elas passam de vítimas a autoras de suas próprias histórias. É um tanto quanto maçante às vezes, mas não deixa de ser interessante, especialmente se você está naquela idade como eu fase de analisar sua vida até agora e aonde você quer que ela vá daqui pra frente.

Então peguem suas taças de vinho, coloquem umas batatas para cozinhar e entrem na história das irmãs Whitson, que sempre lutaram para obter o amor da mãe – Anya, a imigrante russa fria e distante – sem sucesso. Quando seu pai tem um ataque do coração e todos estão reunidos em sua casa esperando por sua morte, ele extrai uma promessa de sua filha mais nova: fazer com que sua mãe conte a elas o conto de fadas que elas ouviam quando crianças, mas dessa vez até o final, custe o que custar. O que começa como um conto de fadas de uma camponesa que se apaixona por um príncipe repentinamente se transforma na história real de Anya, uma adolescente em Leningrad (a atual São Petersburgo) durante o cerco à cidade na Segunda Guerra Mundial. A história dentro da história é bastante envolvente especialmente devido à todo o contexto histórico, e em certos momentos você fica com medo de saber o final.

Emocionante e cativante, Winter Garden é a melhor obra de Kristin Hannah que eu já li até hoje, e eu espero que ele chegue em breve nas livrarias brasileiras. Enquanto isso, se você souber um pouco de inglês e quiser uma leitura envolvente, Winter Garden está mais do que recomendado.

Ficha Técnica

Título: Winter Garden
Autor: Kristin Hannah [Website]
Editora: St. Martin’s Griffin
Páginas: 391 (Paperback)
Avaliação: 5/5 estrelas

6 respostas em “Resenha: Winter Garden, Kristin Hannah

  1. Eu realmente não conheço essa autora! Obrigada mesmo por essa dica, se eu conseguir achar os livros aqui irei comprá-los (sabe como é né, as vezes é difícil conseguir encontrar esses livros menos famosos). Parece ser bem o estilo de leitura que eu gosto!

    • Eu posso te passar o ebook se quiser. Realmente recomendo, li em três dias! É bem diferente do que eu geralmente leio (fantasia basicamente) mas é bem marcante, e as personagens são muito bem desenvolvidas!

  2. Pingback: Tweets that mention Resenha: Winter Garden, Kristin Hannah « Por Essas Páginas -- Topsy.com

  3. Pingback: Ano Novo, Lista Nova! « Por Essas Páginas

    • A capa foi a primeira coisa que me chamou a atenção, e fazia tempo que tava namorando esse livro. Quando peguei pra ler, li em dois ou três dias, é muito envolvente. Não chorei tanto nesse quanto em Firefly Lane – que conta a história de duas amigas desde a infância até quando uma delas fica doente – mas tiveram momentos em que meus olhos encheram de lágrimas sim, especialmente na narrativa sobre a guerra, as descrições dos bombardeios, a fome, o frio… se conseguir achar um ebook (infelizmente Kristin Hannah é pouco traduzida no Brasil) eu recomendo que pegue e leia, vale a pena!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s