Leitor Eletrônico

Desde que o Kindle – leitor eletrônico da Amazon – virou febre nos Estados Unidos, a concorrência aumentou consideravelmente. Temos o leitor da Sony, o Nook da Barnes & Noble e é claro, o famoso iPad que funciona como leitor de livros dentre muitas outras coisas. Eu acompanhei de longe essa evolução, me recusando a procurar saber mais porque honestamente nada substitui o bom e velho livro de papel pra mim. Mas eis que semana passada – meu aniversário – um presente inesperado chegou pra mim: um Nook!

Nook é o leitor da Barnes & Noble, a maior livraria norte-americana, lançado em 2009. Quando eu o abri e comecei a brincar com ele, logo me decepcionei: assim como o Kindle, a tela não suporta cores. Não que isso faça diferença na hora de ler, mas uma capa em preto e branco não é tão atrativa quanto uma capa em suas cores normais. Mas eu não me preocupei muito: não pretendia utilizar muito o presente, de qualquer forma. Pra quê um e-reader quando se tem acesso à uma livraria repleta de títulos, certo?

Pois bem, no domingo me dirigi à Barnes & Noble pra minha dose semanal de gastos involuntários. Chegando lá, resolvi olhar a área dedicada ao e-reader, afinal o mal já estava feito, eu já tinha um. Foi quando eu vi o Nook Color e os passarinhos cantaram no meu ouvido.


Com a tela touch-screen e a cores, o Nook Color (2010) é uma versão pobre do iPad, feita apenas para a leitura de livros. Foi paixão à primeira vista, eu me rendi. Logo falei com a vendedora sobre a possibilidade de trocar meu presente ultrapassado pela versão mais recente pagando a diferença, e ela me fez a pessoa mais feliz do mundo ao dizer que isso seria possível.

 

Conheçam então a Hermione:

E vocês, o que acham de leitores eletrônicos? Eles podem substituir os livros completamente algum dia? E na vida de vocês? Eu particularmente vou continuar cliente assídua da livraria mais próxima, no entanto é muito interessante ter a possibilidade de carregar em um único aparelho diversos livros diferentes!

16 respostas em “Leitor Eletrônico

    • É, eu queria um iPad pra utilizar a função de e-reader, dentre as outras milhares de funções hehe. Mas me apaixonei pelo Nook, e é a metade do preço do iPad (metade da metade, já que troquei o modelo antigo).

  1. Sabe que eu curto a ideia do bicho? Pq dá perfeitamente pra conviver com as duas coisas.
    É fato que ler no papel é bem melhor, mas nem sempre é prático, como naquelas vezes que vc resolveu ler Guerra e Paz e aquele seu velho exemplar encadernado em couro, de 1951, tomaria um espaço desnecessário na sua bolsa. Ou naquela vez em que por alguma razão alguém estava dormindo no mesmo quarto que vc e vc não pode ficar com a luz acesa lendo? Ou faltou luz e não tinha mais vela.

    • Hahaha já passei por todas as situações acima descritas, é realmente terrível! Pra mim vai ser conveniente em viagens. Quando fui pro Brasil ano passado, li três livros entre Boston e Campo Grande (porque não consegui dormir). Na volta, tive que levar mais três que tinha em casa, além dos três que levei na ida, ou seja, ocuparam um espaço enorme tanto na minha mala quanto na minha bagagem de mão. Mas fala a verdade, é tão legal ter aquele exemplar encadernado em couro na sua estante, não? Nada substitui isso!

  2. Bem, eu acho que, pensando no futuro, os e-readers vao substituir os livros de papel sim. Eu acho meio que inevitável. Talvez não na nossa geração, mas acredito que isso vá acontecer um dia.
    No meu caso, o e-reader não vai substituir totalmente os livros. Eu quero MUITO um, e irei comprar assim que possível. Tem livros que eu quero ter em papel – porque tem todo aquele fato do cheiro de livro novo e porque tem uma emoção diferente em ler o livro em papel. Mas tem outros… Sério, tem outros que eu quero ler mas não necessariamente eu quero comprá-lo, principalmente porque a minha estante já está CHEIA de livros, e não tem mais quase espaço. Nesse caso então, eu leria o livro no e-reader! É claro que poderia ler no computador, mas confesso que aquela tecnologia presente nos e-readers em que ele fica parecido com o papel completamente me encantou!

    • Exatamente! Eu também não gosto de ler no computador (apesar de já ter feito MUITO isso) e a tecnologia dos e-readers torna as coisas muito mais fáceis e agradáveis. Sem contar o fato de você poder comprar um livro e fazer o download instantaneamente… sem aquela coisa de precisar dirigir até a livraria ou esperar uma encomenda chegar hehe. Viva a geração do “queremos isso e queremos agora!”

      • Hahaha, com certezaaa! Para quem lê livros em inglês, e que acabam demorando para chegar aqui no Brasil, é a melhor coisa!

  3. Que lindinho!!!
    Então… Eu ainda prefiro MUITO mais o livro em papel, mas não tenho nada contra e-books. Confesso que eu apelo para eles diversas vezes (principalmente quando o livro que eu quero ainda não saiu no Brasil e o original em inglês está uma “facada”). Mas o fato de eu ler no palm ajuda… Não é um Kindle, ou um Nook, ou um iPad, mas é melhor do que ler diretamente da tela do computador…
    Estou louca por um iPad. Não só para ler livros, mas como revistas e jornais (afinal, ainda sou uma jornalista em formação)… Com a correria do dia a dia, é complicado conseguir ler jornal e revista impressos. Eu super assinaria um veículo desses se pudesse levar no meu iPad e ler em qualquer brechinha de tempo.
    “Resumindo”: prefiro papel, mas simpatizo bastante com esses “brinquedinhos”!!!

    • O que eu achei legal no Nook é que também dá pra ler – e assinar – revistas e jornais. Não que eu vá fazer isso, as únicas revistas que eu me interesso em ler não estão disponíveis. Mas concordo com você, como jornalista, acho que o iPad é a melhor opção. Aliás, acho que o iPad é a melhor opção, ponto final haha. Se eu não tivesse ganhado a Hermione, iria comprar um iPad, talvez ainda compre, vai saber né. No fundo no fundo, esses brinquedinhos facilitam demais a nossa vida, e nossa, como são viciantes!!

      • Pergunta de uma pessoa leiga no assunto: a tela do iPad tem o brilho igual da tela do computador?

    • Tem sim, Lany. A tecnologia é diferente, mas o brilho é o mesmo. Eu brinquei com o do Simon (ele comprou no dia do lançamento) na parte de livros, e dá pra controlar o brilho da tela e tudo mais. No Nook também dá, e eu comprei um protetor que você gruda na tela e ele permite que se leia no sol, é bem bacana.

      • Aíííí é melhor ainda! O legal do iPad é que dá para optar pelo papel sépia, que é mais agradável aos olhos do que a folha branca (pelo menos no aplicativo que eu vi!).

  4. Então, eu também prefiro livros de papel, mas confesso que tem horas que fica complicado. Tipo eu estudante de Letras que dando com 3 livros na mochila sempre, sendo que um deles é simplesmente a Antologia da editora Northon de Literatura escrita por mulheres que tem tipo só umas 3000 páginas!!! E pior, eu não preciso dessas 3000, preciso de no máximo umas trezentas. O peso é foda. Então esses e-readers contam pela facilidade mesmo. Acho até que as duas mídias podem conviver tranquilamente.

    • Comigo estão convivendo, Mel! Mas é uma porcaria pro bolso, não tem um dia que eu não entro na loja online e pelo menos adiciono alguma coisa nova à minha wishlist haha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s