Meu autor de cabeceira: Sophie Kinsella

Eu sei que estou atrasada com a coluna, mas não poderia deixar de postar mais uma vez. Então, com dois dias de atraso, quero falar hoje de Sophie Kinsella.

O primeiro contato que tive com as obras de Sophie foi Os delírios de consumo de Becky Bloom. Acredito que na época (2002), ainda não haviam outras obras dela publicadas aqui no Brasil – pelo menos não em português.

Sophie Kinsella

Seu nome verdadeiro é Madeleine Wickham, nascida em Londres, Inglaterra em 1969, e ela começou a trabalhar como jornalista financeira depois de se formar em Políticas econômicas. Antes de se decidir por essa carreira, Madeleine estudou Música na New College, em Oxford.

Foi durante seu trabalho como jornalista, aos 24 anos, que Madeleine escreveu seu primeiro romance. The Tennis Party foi considerado um sucesso de crítica e público e logo ela publicou mais seis romances, nenhum deles publicados no Brasil.

Por algum motivo, Madeleine decidiu publicar seu primeiro romance como Sophie Kinsella anonimamente. Em 2000, ela entrou em contato com seus próprios editores e o primeiro livro da série Shopaholic foi publicado. Ela apenas revelou sua verdadeira identidade quando foi publicado Can you can a secret? (Os segredos de Emma Corrigan).

Ela usou o pseudônimo de Sophie Kinsella por ser uma combinação de seu sobrenome e o nome de solteira de sua mãe. O motivo exato, eu desconheço. rsrs Mas aprecio muito as obras de Sophie Kinsella, espero poder apreciar também as de Madeleine.

Dos livros de Sophie, os mais conhecidos são de longe o da saga de Becky Bloom. Ao todo são seis livros (cinco publicados no Brasil) e fala sobre as peripécias de Rebeca Bloomwood, uma consumista compulsiva cujo vício sempre resulta em alguma complicação em sua vida. E não adianta: Becky parece não ter cura (mas é impossível não gostar dela).

Em 2009 foi lançada uma versão cinematográfica da história de Becky Bloom, usando as histórias do primeiro e segundo livro, porém mudando muitas características do livro, inclusive o cenário, que no livro era em Londres e no filme é em New York.

Além dessa série, Sophie ainda conta com romances individuais que fizeram sucesso, o último a ser publicado aqui no Brasil foi Menina de vinte (Twenties girl). Desses romances, ela chegou a escrever um roteiro para o filme de Os segredos de Emma Corrigan, porém o projeto pelo visto foi engavetado por enquanto. Cogitava-se que a atriz Kate Hudson (Como perder um homem em 10 dias) faria o papel principal.

Uma curiosidade: Na orelha da maioria dos livros de Sophie publicados pela Record, está escrito alguma característica peculiar dela. Como por exemplo, nos três primeiros livros da Becky: “(…) É extremamente cuidadosa com seus dinheiro e poucas vezes se vê em uma fila de compras que não seja a de uma liquidação. Ela tem [um] excelente relacionamento com o gerente do seu banco”. Já no livro A irmã de Becky Bloom: “(…) A propósito, a autora tem duas irmãs, com quem adora ir às compras”.

Além dessas informações, na orelha do livro Os segredos de Emma Corrigan, ela também confessa seus guilty pleasures, como compras e sapatos e revela que para escrever, ela tira os telefones do gancho, pega uma xícara de café e liga o som ao máximo.

Os únicos livros de Sophie Kinsella que não li são Lembra de mim? (Remember me?) e Mini Shopaholic. Eu já tenho esse último comigo e em breve trarei a resenha aqui (não antes de resenhar os outros da série Becky, que havia prometido.

Recomendo muito a leitura dos livros de Sophie. Se a pessoa não tiver paciência com Becky Bloom e seu consumismo desenfreado, com certeza encontrará um consolo em suas outras obras. Menina de vinte, por exemplo, é um mimo.

Curiosidade aleatória: Sophie Kinsella é irmã de Gemma Townley, autora de Quando em Roma… e Mentirinhas inocentes. rsrs

* Dados tirados em sua maioria da Wikipedia e do site oficial de Sophie Kinsella:

Suas obras:

Série Becky Bloom

  • The Secret Dreamworld of a Shopaholic (também Confessions of a Shopaholic) (2000) – Os delírios de Consumo de Becky Bloom
  • Shopaholic Abroad (também Shopaholic Takes Manhattan) (2001) – Becky  Bloom Os delírios de consumo na 5° Avenida
  • Shopaholic Ties The Knot (2001) – As Listas de Casamento de Becky Bloom
  • Shopaholic & Sister (2004) – A Irmã de Becky Bloom
  • Shopaholic & Baby (2007) – O Chá-de-Bebê de Becky Bloom
  • Mini  Shopaholic (2010) – Ainda sem tradução

Romances individuais:

  • Can You Keep a Secret? (2003) – O segredos de Emma Corrigan
  • The Undomestic Goddess (2005) – Samanta Sweet – Executiva do Lar
  • Remember Me? (2008) – Lembra de Mim?
  • Twenties Girl (2009) – Menina de Vinte

Outras obras:

  • Girls Night In (2004) – Sem Tradução (Coletânea de contos com outras autoras, como Meg Cabot e Marian Keyes)

Como Madeleine Wickham:

  • The Tennis Party (1995)
  • A Desirable Residence (1996)
  • Swimming Pool Sunday (1997)
  • The Gatecrasher (1998)
  • The Wedding Girl (1999)
  • Cocktails for Three (2000)
  • Sleeping Arrangements (2001)

15 respostas em “Meu autor de cabeceira: Sophie Kinsella

    • Leia o primeiro da Becky, Mel! Se vc não curtir a série, recomendo Os segredos de Emma Corrigan ou Menina de 20. O primeiro é o livro que eu intitulo como “livro da vergonha alheia”. hahaha É mto engraçado.

    • Resumindo, Menina de vinte é sobre jovem que começa a ser assombrada por uma fantasma que viveu na década de 20. rsrs Talvez vc não goste da Lara a princípio, pq no começo ela é meio obcecada pelo ex dela, mas eu acho que vc consegue rir mesmo assim. rsrs Em todo o caso, pra vc eu recomendo o da Samantha Sweet.

      • Porque???
        By the way… dessa vez eu duvido q vcs adivinhem quem vai ser o meu próximo escritor de cabeceira…

  1. Ótima escolha Lucy!
    Como você já sabe, eu amooo os livros da Sophie! Sim, a Becky Bloom me irrita algumas vezes, mas eu continuo lendo a série hahaha! E Meninas de Vinte é um MIMO completo que eu amooo demais! E não vamos esquecer do Samantha Sweet, certo?
    Enfim, o livro que eu menos gostei foi o “Remember me?”, mas mesmo assim vale a pena a leitura!XD

  2. Twenties Girl tá na minha lista, até o final do ano eu leio. Confesso que não tenho vontade de ler shopaholic… não sendo uma, acho que seria impossível entender, simpatizar ou gostar da Becky Bloom. Mas quero ler Twenties Girl!

  3. Eu ja li toda a saga Becky Bloom, menos o mini shopaholic, que eu to doida pra ler, mas ainda n~çao encontrei traduzido.. Ela é genial!!! O “Samantha Sweet” é de chorar de rir, imaginando uma dondoca fazendo todo o serviço pesado.. hahahaha

    Se souberes me dizer onde baixar a tradução do Mini Shopaholic, eu te agradeço.. Um beijo bem grandão

    • Oi, Nani!
      Nossa, só agora vi seu coment, não tinha recebido email sobre ele, Sorry!
      Adoro Samantha Sweet! As cenas de quando ela tenta cozinhar, sem nem saber o que fazer com uma panela são hilárias!!

      Ainda não encontrei a tradução de Mini-shopaholic, nem tenho previsão de quando sai… Uma pena.

      Bjos!

  4. Oi gente me desculpa me “intrometer” mas não resisti a vontate de dar a minha opinião. Eu adoro essa autora e de todos os livros que ela escreveu como Sophie Kinsella o único que não li foi o último da Becky que ainda não foi traduzido (meu inglês não permitiu rs). E amo todos!!! Diferente da maioria o que livro que eu mais gosto é Os segredos de Emma Corrigan; esse é um livro que te faz se apaixonar, chorar e principalmentente rir muito. Eu ria lendo e as pessoas achavam que eu era louca rs…

    Ps: Vania também os livros da Becky que vc vai gostar. Eu tb não sou uma pessoa consumista, na verdade sou o oposto da Becky, mas não tem como vc não se apaixonar pelo livro.

    • Oi, Jéssica!
      Eu ainda não li Lembra de mim? e Mini-shopaholic, mas já tenho os dois, estou tentando apenas diminuir a minha lista de leitura pra conseguir conciliar tudo. rsrs

      ADORO Emma Corrigan! É como eu disse lá em cima, é o livro “vergonha alheia”, não tem como não rir! (E eu dou risada em ônibus e metrô também, o povo olha todo torto! hahaha)

      Concordo com vc, acho que a Vânia também ia gostar da Becky. hehehe
      bjos

      bjos

  5. Oi eu li todos os livros da Sophie kinsella exeto esse ultimo “A Mini Becky Bloom”que está tendo já a pré-venda aqui no Brasil !

    Confesso que depois da série “Becky Bloom” que eu amo mesmo não sendo tãaaao consumista assim… só um pouquinho… rsrs (a qual é tem coisas que não temos como resistir principalmente se voce solber que é limitado ou é o ultimo daquela loja…rs)… mas tirando essa serie eu amei 1 – OS SEGREDOS DE EMMA CORRIGAN, 2 – LEMBRA DE MIM (fiz uma resenha no site SKOOB quem quiser ver … http://www.skoob.com.br/estante/livro/10894809/ ), 3 – MENINA DE VINTE e por ultimo foi 4 – SAMANTHA SWITT EXECUTIVA DO LAR nao gostei muito desse por eu detestei o final dele achei que poderia ter sido mais ïntenso”sei lá..

    P.S : Niguém ai é tradutora pra poder baixar o livro Mini Becky Bloom e traduzir pra mim ? rsrsrs
    P.S 2 : Gente eu disse rindo mais tava falando sério tá!! hihih

    • Hahah! Oi, Jennifer!
      Sobre o Mini-Becky Bloom, pelo visto já é a tradução da obra que será disponibilizada pela editora Record.😉
      Uma amiga minha também ficou desapontada com o final de Samantha, mas porque ele nao pareceu real. rsrs Eu gostei… Acho que é bem o estilo chick-lit, uma comédia romântica em que a gente ainda se dá um pouco ao luxo de ter finais felizes e meio impossíveis. hehehe

      Bjs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s