Resenha: Liberte meu coração

Eu sei que normalmente eu falo (muito) sobre a Meg Cabot, mas não tinha como não fazer uma resenha sobre o livro Liberte meu Coração. O principal motivo? Quem escreveu esse livro foi Mia Thermopolis, a protagonista da série Diário da Princesa. Pois é, a Meg só deu uma “ajudinha”…

No último livro da série, Princesa para Sempre (pode deixar, só vou falar o necessário!), Mia Thermopolis estava sofrendo todas as complicações de ser uma autora publicada. Inclusive, durante o seu diário, nós tivemos a possibilidade de ler trechos do que seria o livro Liberte meu Coração. Confesso: não prestei muita atenção nessas partes. As minhas preocupações eram outras… (se vocês pensaram em um personagem que o apelido lembra um certo chocolate, parabéns, vocês acertaram!). Mas é claro que fiquei muito animada quando fiquei sabendo que teríamos esse livro especial. E já devo dizer que o livro não me decepcionou. Aliás ele superou todas as minhas expectativas!

Finnula é a caçula de seis irmãs e um irmão na Inglaterra do século XIII. Mas Finnula não tem nada de donzela indefesa: ela caça nas terras do conde, e para o espanto de muitos, anda em calças de couro justas! Uma de suas irmãs usou o dote para comprar vestidos e jóias e ela precisava do dinheiro rápido. A ideia de Finn foi simples: sequestrar um lorde ou um cavaleiro rico que pudesse pagar o resgate. O que ela não esperava é que esse sequestro fosse aumentar os seus problemas…

O primeiro aviso que devo fazer: o livro é brega. Brega. B-R-E-G-A. DEMAIS! Aliás, ele segue a linha dos “romances de banca”. Mas é a Mia Thermopolis quem está escrevendo. TINHA que ser assim. Aliás, isso é importante: eu acredito que mesmo quem não tenha acompanhado a história da Mia irá gostar do livro. Mas pra quem conhece, tem todo um gostinho especial. Eu comecei sorrindo quando li a dedicatória do livro…

Aliás, eu já li dois romances históricos da Meg (“Victoria and the Rogue” e “Nicola and the Viscount”) e a narração de Liberte meu coração foi realmente diferente. Durante todo o livro eu acreditei que foi a Mia quem o escreveu. Imagino o quanto deve ser difícil tentar mudar a sua forma de escrever, que foi exatamente o que a Meg fez. Tudo bem que ela já faz isso nos outros livros, mas mesmo assim é… Diferente. Porque não é o personagem escrevendo a sua própria história. É o personagem escrevendo um livro!

Enfim, para quem gosta de um romance com personagens cativantes, pitadas de humor e até mesmo cenas mais calientesLiberte meu coração não vai decepcionar!

Ficha Técnica
Título: Liberte meu Coração
Autora: Mia Thermopolis, com a ajuda de Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 404
Classificação: 5/5 estrelas

11 respostas em “Resenha: Liberte meu coração

  1. Realmente, deve ser difícil se forçar a mudar seu jeito de escrever. Eu gosto dessas coisas. Mas imagino que não lerei esse livro, porque simplesmente não faz meu estilo. O que não significa que não seja bom, claro.

    • Hahaha eu entendo Mel! Afinal, o que seria do amarelo se todos gostassem do rosa? É por isso que existem diversos estilos de livros!

  2. Eu já tinha folheado esse livro e achado ele meio água com açúcar, mas parece mto engraçado também. rsrs
    Eu fiquei curiosa só por ser um livro que a Mia “escreveu”, e olha que nem li O diário da princesa. hahaha
    Gostei da resenha, Lany! Mais um da Meg ou seus pseudônimos para eu dar uma lida! hehehe

  3. Gostei do fato da autora mudar toda sua forma de escrever para a personagem escrever o livro. Deve ser difícil, mas também deve ser divertido! É como criar uma história em cima da história, é como utilizar um pseudônimo… Muito legal!
    Como a Mel, o livro não faz meu estilo, mas a resenha foi ótima, Lany!

  4. Olha, tô louca pra ler esse livro.

    E uma dica. Leia o livro ‘Aprendendo a seduzir” da Meg com o pseudonimo de Patricia Cabot.
    Você vai adorar.

  5. Hahaha a palavra “brega” me faz querer ficar longe do livro, mas adoro ver sua empolgação, Lany! Lembro de você comentando sobre ele, e realmente deve ser muito engraçado ver algo escrito pela Mia! E preciso dizer que AMEI o vestido na capa!!!

    • Pois é né, eu não conseguia ler mais nada… Eu até cheguei a chorar de rir enquanto lia o livro hahaha!
      Eu amo essa capa! É uma das minhas preferidas da Meg!

  6. Pingback: Top Ten Tuesday: Dez livros favoritos que eu li em 2011 | Por Essas Páginas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s