Controvérsia: National Book Award

O National Book Award é um prêmio oferecido pela National Book Foundation nos Estados Unidos desde 1950, que honra os livros considerados melhores na literatura norte-americana a cada ano, em diversas categorias. Esse ano, cinco finalistas foram escolhidos – como de costume – para todas as categorias.

Dentre os livros indicados na categoria Young People’s Literature estava Shine, de Lauren Myracle (sem tradução no Brasil), que lida com problemas enfrentados pela juventude gay. Após receber um telefonema dizendo que Shine estava na lista, Myracle foi então informada que a indicação de seu livro havia sido feita erroneamente, mas continuaria indicado devido à méritos próprios. Hoje, no entanto, a autora revogou sua indicação, dizendo que “sexta-feira a National Book Foundation (NBF) pediu para que eu retirasse minha indicação para preservar a integridade do prêmio e o trabalho dos jurados, e eu concordei.”

Myracle pediu que a NBF fizesse uma doação à Matthew Shepard Foundation, e a NBF concordou em doar $5,000. Um grande número de autores e leitores – incluindo John Green, Stephanie Perkins, Rick Riordan e Maureen Johnson – demonstraram sua indignação através do twitter. “Se hoje não nos mostrou mais nada, nos mostrou o absurdo que há por trás das grandes listas e prêmios. Um pouco do brilho se perdeu,” escreveu Maureen Johnson. Stephanie Perkins comprou várias cópias de Shine para doar à bibliotecas.

Para mim, o grande problema não é Shine ter ficado de fora, mas sim a falta de respeito com que a autora foi tratada. Embora o dinheiro doado à Matthew Shepard Foundation seja um ponto positivo (palmas para Myracle), ele não muda o fato de que ao tentar “preservar a integridade do prêmio”, a NBF a comprometeu ainda mais, fazendo com que uma pessoa inocente assumisse a responsabilidade pelos erros da Fundação.

Parabéns à Lauren Myracle pela superioridade com a qual lidou com a situação, parabéns e boa sorte aos demais autores indicados, e que a NBF – e outras instituições designadas a premiar obras de qualidade – tirem dessa marmelada toda que assumir os próprios erros é sempre a melhor maneira de se lidar com o público – e consequentemente, “preservar a integridade”. Enquanto isso, me dêem licença porque preciso ir até a livraria adquirir minha cópia de Shine, que reconhecido pela NBF ou não, tem cara de ser um livro e tanto!

10 respostas em “Controvérsia: National Book Award

  1. Nossa, que absurdo! Depois dessa aí sim é que a credibilidade do prêmio e da instituição ficaram abalados. Tratar a autora dessa maneira? Lamentável. É isso que dá tentar remendar um erro, ao invés de admitir que errou. Só piora!
    Mas a autora agiu com classe e ainda com uma atitude solidária. Desse jeito até dá mais vontade de ler obras dela do que se ela fosse premiada!

      • Que bom que pelo menos a burrada que eles fizeram e a deselegância deles rendeu isso para a autora. No final, eles acabaram se ferrando porque a credibilidade deles já era depois dessa. Pena são os demais autores que também acabam sendo atingidos, e não têm nada a ver na história.

  2. Eu não entendi nada… por que tiraram? E dexo ve… indicaram, depois falou que foi um erro e depois pediram pra ela tirar?!

    • Sim… indicaram ela, disseram que foi um erro… daí adicionaram o que era pra ter sido indicado no lugar do dela, e disseram que deixariam os 6 indicados… daí pediram pra ela retirar a indicação dela.

  3. Como assim aconteceu um erro de indicação???? Que história mais mal contada, viu…

    Bem, pelo menos a autora ganhou divulgação. Mas a credibilidade do prêmio foi pro lixo, né?

    • Aparentemente, as indicações foram passadas por TELEFONE, e por isso confundiram Shine com Chime – o que é fácil – mas os nomes dos autores não tem nada a ver! É uma pena que eles não retificaram o erro e perderam a credibilidade, porque tem muitos bons autores indicados e essa palhaçada que aconteceu só jogou lama na felicidade deles né…

  4. Eu fiquei indignada foi com a cara de pau desse povo. “Ah, então. A gente deixa o seu livro na indicação, mas pedimos que você retire a indicação, pra não pegar mal, sabe”.

    Aham, falou então.

  5. Pingback: Top Ten Tuesday: 10 Livros Para o Inverno | Por Essas Páginas

  6. Pingback: Top Ten Tuesday: 10 Livros Para o Inverno « Por Essas Páginas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s