Resenha: Casa Glass

Algumas pessoas haviam me falado muito bem da série Os Vampiros de Morganville, da Rachel Caine. Com a autora veio para a  Bienal do Livro no Rio de Janeiro (que eu comentarei futuramente em um outro post), resolvi dar uma chance e começar a ler a série. Eu sei, romances com vampiros já estão mais do que saturados. Mas eu não consigo resistir: adoro romances sobrenaturais!

Claire Danvers é uma estudante do primeiro ano da faculdade, aliás ela é bem mais nova do que os alunos da sua turma. Porém, a garota mais popular da escola (Mônica) e a sua gangue está a seguindo e humilhando. Ou até mesmo tentando a machucar… Fisicamente.

Quando Claire percebe que corre graves riscos, ela sai do campus e acaba encontrando abrigo em uma casa antiga – a casa Glass. Mas ela não está em uma situação muito melhor, já que os atuais moradores da casa, Michael, Eve e Shanne, também guardam vários segredos…

Mas o que Claire realmente não esperava era que Morganville, uma cidade que fica no Texas, é na verdade uma cidade cheia de vampiros. E o que para ela eram só personagens de livros de terror, começam a fazer parte da sua realidade.

Na verdade, já podemos notar um ponto positivo na história: Claire não se apaixona por um vampiro. Isso já diferencia a série da maioria do gênero e eu achei isso muito interessante. Aqui os vampiros realmente são maus. Ou pelo menos, nesse primeiro livro.

É difícil comentar sobre Casa Glass porque eu gostei, mas… Também não gostei. A história me prendeu, mas ao mesmo tempo, eu não conseguia explicar o motivo. O enredo é bom, mas eu senti que faltava algo. Eu acho que a narração ficou um pouco pobre e temo que seja por falha da tradução.

Várias falas de personagens começaram sem o travessão. Pronomes estavam em locais errados, o que dificultava a compreensão de qual personagem estava falando. Algumas frases estavam com um sentido estranho… Eu não li a versão em inglês mas acredito que o problema seja sim da tradução. Eu já li o segundo livro da série e a tradução está muito melhor (com poucos erros) e a narrativa foi bem mais fluida. Eu realmente gostaria de ler algo da Rachel em inglês para entender como realmente é a sua narrativa.

Mas no meu caso, esses erros no livro realmente atrapalharam a leitura. Talvez seja por esse fato que eu não consiga gostar totalmente do livro. O enredo é bom, os personagens são interessantes (Shanne é um fofo!), mas a narrativa atrapalha. A Editora Underworld é uma editora nova e Casa Glass foi o seu primeiro trabalho. Provavelmente foi um erro por inexperiência. Mas eu espero realmente que em edições futuras a tradução seja revisada.

E sobre o final, devo dizer que Rachel Caine gosta de finais abertos. Aliás, o segundo livro começa exatamente onde o primeiro livro terminou. Portanto, quando fechei Casa Glass, fui correndo pegar a continuação.

Enfim, vou dar uma chance para a série, porque estou muito curiosa sobre Morganville. Portanto, vou continuar lendo a série, e já posso dizer que “Dança das Garotas Mortas” está bem melhor que o primeiro livro!

Ficha Técnica:

Título: Cassa Glass – Os Vampiros de Morganville Livro I

Autora: Rachel Caine

Editora: Editora Underworld

Páginas: 286

Avaliação: 3/5 estrelas

4 respostas em “Resenha: Casa Glass

  1. Ai eu odeio quando esse tipo de coisa acontece. É um super desrespeito com o trabalho do autor, e principalmente com o leitor, que é quem paga – caro – esperando obter um material de qualidade, não somente com relação ao conteúdo. Porque essas coisas atrapalham a leitura, como foi o seu caso. Eu mandaria um e-mail pra eles, Lany, dizendo que espera que isso seja corrigido no futuro, porque ninguém aqui é palhaço né…

    Anyway, fiquei intrigada… por que ela vai pra essa casa glass?

    • Eu vou mandar um e-mail para eles. A responsável pela editora estava na Bienal, e ela é super simpática. Acredito que foi realmente um problema de falta de experiência mesmo. Mas isso tem que ser corrigido urgentemente, já que a editora já está lançando vários livros novos.

      Gente, SPOILERS, então se não quiser saber, não leiam até o final!
      A Mônica se referiu a Segunda Guerra Mundial como “aquela guerra chinesa ridícula”. A Claire acabou a corrigindo, o que gerou uma fúria em Mônica. Apesar de não ser uma vampira, Mônica é protegida e ela se acha a dona da faculdade. Então, ela e as suas amigas começam a fazer várias coisas para humilhar Claire, mas ela vai muito além, como a jogar escada embaixo e a ameaçar de morte.
      Assim, Claire procura um lugar para morar (porque ela fica com medo de continuar no alojamento) e procurando anúncios, acha o da Casa Glass!

  2. Lany, já li outro livro cuja tradução foi sofrida. Eu simplesmente tinha vontade de jogar o livro na parede. A história era envolvente, mas tinha uns erros horroros… E não apenas de tradução, tinha erros de ORTOGRAFIA!!!! Não era da Underworld, agora não vou lembrar qual era a editora… Mas erros assim devem ser vistos por uma boa revisão, o que acredito que não foi o caso com nenhum desses livros. Sendo a Underworld nova, acho que estão aprendendo e espero que lancem uma segunda edição do primeiro livro corrigida, pra não sabotar a leitura de mais ninguém.

    Fala sério, né? A minha raiva foi tanta que passei o livro pra frente.

    Sobre a história, eu não sei… o fato da mocinha não se apaixonar pelo vampiro já é um avanço. rsrs Eu já tinha lido sobre esse livro, mas não me chamou tanto a atenção. E ainda mais com uma tradução duvidosa, chama menos ainda, a menos que eu me arrisque no inglês. Vamos ver, né?

    bjos bjos

    • Engraçado é que eu li algumas pessoas falando do livro, mas ninguém comentou dos erros! Tanto é que por isso eu levei um susto quando li! Não sei se essas pessoas leram em inglês, mas se leram em português, deveriam ter comentado, porque não dá pra passar despercebido… O segundo livro dessa série teve poucos erros (mas teve um erro muito feio), então acredito que eles tenham melhorado a revisão. Mas eles precisam lançar uma edição nova URGENTE do primeiro livro!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s