Queridinho do mês: Remus Lupin

Tem como apagar o bigode com Photoshop?

Eu queria surpreender todo mundo. Eu queria, na minha primeira coluna do Queridinho do mês, falar de qualquer outro personagem sem ser sobre ele. Mas não tem como: Remus Lupin é mais do que meu queridinho, ele é meu primeiro grande crush literário e meu marido na ficcção.

O mundo literário do qual Remus faz parte dispensa comentários, já que ele é mundialmente conhecido, seja por causa dos livros ou filmes. Portanto, esse post contém spoilers dos sete livros da série.

Começarei essa coluna com uma frase da J.K.Rowling em um evento em 2003:

“Eu estava escrevendo sobre isso [intolerância] quando eu criei o Professor Lupin com uma doença contagiosa e por isso as pessoas acabam tendo medo dele. Eu realmente gosto dele como um personagem mas ele tem seus defeitos apesar de ser realmente um bom homem e um professor maravilhoso – aliás, ele é a única vez que eu escrevi um professor… o tipo de professor que eu adoraria ter tido. McGonagall é uma boa professora mas ela é assustadora às vezes.  O defeito de Lupin é que ele gosta quando as pessoas gostam dele. E é nesse momento que ele erra – ele já foi detestado tantas vezes que ele sempre fica feliz quando tem amigos (…)”

Se tem uma coisa que eu aprendi depois de ter lido tantos livros é que, por mais que você goste de um personagem, ele tem defeitos. Remus é um personagem que erra muito. Eu não estou aqui totalmente para defendê-lo porque admito: tiveram momentos que eu quis bater a cabeça dele na parede.

Remus Lupin foi mordido por um lobisomem quando ele ainda era um garotinho. E esse é o ponto principal para compreendê-lo. Infelizmente, a J.K.Rowling não teve tempo de nos mostrar realmente tudo o que um lobisomem sofre. Em todos os livros, a gente viu Remus em contato com pessoas que já o aceitavam da forma que ele era. Mas e as outras pessoas?

Um ponto que me leva bastante a refletir sobre isso foi no final de Prisoneiro de Azkaban, quando o trio (ou melhor, Ron e Harry) descobrem da condição do atual professor de Defesa Contra as Artes das Trevas (DCAT). Quando Lupin tenta se aproximar de Ron, ele fala “Fique longe de mim, lobisomem!”. Esse comentário mostra justamente o preconceito que está presente na comunidade bruxa. Foi uma atitude impulsiva? Foi. Mas isso veio de uma pessoa que já conhecia o professor há quase um ano e que teve uma criação exemplar. Imaginem só as outras pessoas?

E é essa que é a ironia de toda a situação. Remus foi um dos melhores professores de DCAT que nós tivemos nos livros (Harry menciona isso mais de uma vez). Além dele gostar e conhecer sobre o assunto, ele acreditava nos seus alunos. Por exemplo, ele teve uma influência muito grande no crescimento do Neville, pois ele ajudava também os alunos a confiarem na sua própria capacidade.

Mas muitas pessoas não chegam a conhecer o lado humano dele ou simplesmente esquecem quando descobrem que ele é um lobisomem. Por mais que ele seja um professor excelente, por exemplo, ele não consegue emprego. Mais do que dinheiro, até amizades são difíceis.

O primeiro exemplo de amizade verdadeira do Remus que nós conhecemos foi com os Marotos. Amigos que o aceitaram da forma que ele era e mais do que isso: quebraram trilhões de regras só para o ajudar. Se Remus aceitava as brincadeiras de James e Sirius, é porque como a J.K.Rowling disse, ele se sentia feliz por ter (finalmente) alguém gostando dele.

Imaginem só como ele não ficou arrasado quando os amigos (ou pelo menos o Sirius) começou a pensar que ele fosse o espião da família Potter? Ou então, quando ele perdeu todos os amigos de uma vez só?

Depois desse trágico dia, acredito que ele passou provavelmente os piores anos. Seria bem mais fácil ele mudar para o “lado das trevas”, mas mesmo assim ele continuou lutando e sendo uma boa pessoa. E que, quando Voldemort ressurge, é logo chamado para fazer novamente parte da Ordem da Fênix.

E foi na Ordem que ele encontrou uma pessoa que colocou a sua vida de cabeça para baixo, provavelmente ao som de As Esquisitonas: Nymphadora Tonks. E foi com ela que ele cometeu seus maiores erros. Primeiro, não aceitando ficar com ela porque ele era “muito velho… muito pobre… muito perigoso”. E depois, quando ele fica sabendo que Tonks está grávida e arruma uma desculpa de “eu vou procurar e ajudar o Harry”. Só a J.K.Rowling que nos poderia dizer os motivos dessas atitude, mas acredito que foi na verdade uma mistura de sentimentos. Remus sabia que muita coisa estava em risco caso o relacionamento deles fosse para frente. Tonks seria para sempre considerada a “mulher do lobisomem” e sofrer todos os preconceitos que ele sofria. Então não era somente o fato de não ter dinheiro e nem se preocupar fisicamente com a Tonks. “Ser Auror” e “ser uma Auror esposa de um lobisomem” são coisas totalmente diferentes para o mundo mágico, acredito. E esse é o mesmo pensamento que ele teve sobre o filho.

E, sofrendo tudo o que ele sofreu, ele não queria isso para ninguém. Muito menos alguém que ele realmente amava. Ainda tinha outro ponto: apesar de ele elevar a auto-estima dos alunos, a sua própria era muito baixa. Remus realmente achava que não a merecia e por isso ele queria dar uma chance para que ela conhecesse uma pessoa melhor.

Mas é nesse ponto que se encontra o erro: ELA que deveria ter a opção de escolher. Mas como uma boa Hufflepuff, Tonks não desistiu até que ele percebesse o erro que estava cometendo. E quanto ao Teddy, tenho certeza absoluta que Remus seria um excelente pai. Nada justifica um pai abandonar um filho – e tenho certeza que, assim como Tonks, Teddy o amaria da forma que ele é.

Mas o que importa é que Remus se arrependeu dos seus erros. E ele conseguiu algo que ele provavelmente pensava ser impossível: uma família.

Pena que esse “final feliz” durou poucos dias, já que Remus e Tonks tiveram o seu final trágico na Batalha de Hogwarts. Mas Remus estava lutando por um lugar melhor para o seu filho crescer, e isso ele conseguiu. É uma pena que ele não possa ser o pai maravilhoso que eu tenho certeza que ele seria, mas, esteja onde estiver, sei que ele acompanhou cada passo do seu filho.

(E sim, as únicas fics que eu leio de Universo Alternativo são Remus/Tonks).

Eu acabei falando demais e se você conseguiu ler tudo até aqui realmente é um guerreiro(a)! E se alguém, mesmo daqui há muito tempo, me perguntar se Remus Lupin é meu personagem favorito da ficção, eu respondei “Para sempre”

13 respostas em “Queridinho do mês: Remus Lupin

  1. oh God… I love him!
    Estou com vc Lany… ai ai… o Lupin é meu amor a primeira “vista” hahahahaha e meu unico “teacher” crush hahahaa
    Nao gostei nada do final trágico… e tbm se eu fosse ler fics… ou até escreve-las… estou incluindo Lupin!! E tbm a Tonks…btw… eu adoro a Tonks!! super me coloco no lugar dela! hahahahahahaha
    parabens pelo queridinho do mes Lany!! adoravel! como sempre!

    • Você entende todo o meu amor pelo Lupin né Lain? Hahaha!
      Ai eu adoro ler fics AU! Tenho certeza que ele e a Tonks seriam ótimos pais!

  2. Quem não sabia que seria o Remus seu escolhido, sua Lupete?!😀
    Não adianta fugir! hahahaha
    Mas mesmo que não seja surpresa, foi ótimo ler essa coluna, a sua escrita apaixonada sobre esse personagem. E não é difícil chegar até o final da coluna, porque você escreveu essas palavras com tanto amor, que elas ficaram deliciosas de ler (apesar de eu não gostar do Lupin… #prontofalei).

  3. Eu gosto do Lupin, acho ele um ótimo personagem. E realmente faz a gente pensar muito sobre o que significa sofrer preconceito, mesmo sendo, no fundo, uma ótima pessoa. Como isso afeta as ações dele e talz. Eu também fiquei com raiva dele, Lany, muitas vezes, mas ele foi realmente o melhor professor que Hogwarts teve!

    Quanto ao relacionamento dele com a Tonks… Eu era R/T quando ainda era UA total, então de repente, donada, virou canon e eu fiquei sem chão uns tempos. hahahaha Mas gosto dos dois juntos e realmente, é muito triste pensar no final deles. Confesso que fiquei tanto tempo tentando encaixar as peças do relacionamento dos dois… É uma dinâmica difícil… Daí fiz a música “A Balada do Lobisomem e da Metamorfomaga” – http://www.myspace.com/melissahogwarts/music/songs/a-balada-do-lobisomem-e-da-metamorfomaga-59421594 – pra traduzir o que eu achava e pensava deles. E é TÃO triste!

    • Antes de Half-Blood Price, eu nunca imaginava que R/T iria virar canon. Não que eu achasse absurdo, mas eu não pensava que iria acontecer. Como eu lia fics do Remus, eu acabava lendo fic dos dois, mas nunca levando a sério. Esse foi um dos meus erros em HP hahaha!
      Mel, EU AMO ESSA SUA MÚSICA! Eu escuto ela até hoje! Tem duas frases que eu absolutamente amo e acho que representa muito os dois:
      “Quando é que você vai entender que o que dói em você… Também dói em mim?”
      “Às vezes penso como alguém como eu… Pode ter alguém como você.”
      Todos os Marotos, infelizmente, tiveram um final trágico…

  4. LUPIN, Lany? QUE SURPRESA!!!! Confesso que estou chocada com sua escolha, nem sabia que você gostava tanto dele assim…

    hehehe

    Anyway… como a Parceira falou, foi muito gostoso ler o que você escreveu porque dá pra sentir o amor que você tem por ele nas suas palavras! Eu confesso que gostava bem mais do Lupin antes dele fazer toda a palhaçada que fez com a Tonks, porque aí o negócio ficou pessoal pra mim. Mas também tenho que admitir que o admiro por ele ser humilde o suficiente pra admitir que errou e voltar atrás, precisa muita coragem pra fazer isso, mais do que pra assumir suas responsabilidades, eu acho. Concordo quando você diz que ele é o melhor professor da série, justamente pelo incentivo que ele dá aos alunos, Neville sendo um ótimo exemplo. Mas mesmo o Harry… ele sabia que o Harry era muito novo pra dominar o Patronus, mas mesmo assim foi e ensinou, e incentivou… e o Harry conseguiu, por esforços próprios sim, mas o Lupin teve uma parte muito grande não só no ensino do feitiço, mas principalmente por acreditar no Harry, pela confiança que teve nele. E é por isso que quando eu me pego com raiva dele pelo que ele fez com a Tonks, eu tento relevar. Hunf Lupin!

    • Verdade, provavelmente se fosse um outro professor, seria muito mais difícil para o Harry aprender o Patronus. Claro que uma grande parcela realmente foi dela, mas o Lupin o ajudou bastante!
      Mas é que quando entra a situação da Tonks, passa a ser algo que o envolve também. E aí começam todas as inseguranças dele…

      • Hunf pras inseguranças dele, o que ele fez foi terrível. Abandonar uma mulher grávida que é completamente apaixonada por ele é covardia do pior tipo. Eu juro que até hoje nenhuma cena me fez ter vontade de entrar num livro e dar um tapa na cara de um personagem como a cena em Grimmauld Place. Ainda bem que o Harry tem muito bom senso e falou as verdades que ele precisava ouvir. Hunf! Mas você sabe que eu também sou suspeita pra falar porque AMO AMO AMO a Tonks né hehe. Não que eu não goste do Lupin, adoro ele (fiquei super triste com o final dele) mas ainda acho difícil engolir o que ele fez com a Tonks, assim como algumas pessoas acham difícil engolir ela ter deixado o Teddy com a mãe pra ir lutar em Hogwarts. Mas como eu disse, é preciso coragem pra admitir seus erros e pedir perdão, então nesse quesito não posso reclamar do seu querido Lupin hehe

  5. Como assim, não era o Snape? o.o
    Hehehehe Brincadeira.😄

    Awn, o Lupin só ñ é meu maroto favorito porque ainda gosto do Sirius, mas eu sempre o admirei nos livros. Fiquei mto chateada quando ele ficou meio emo (sorry, eu achei ele meio emo) com essa coisa de não poder ficar com a Tonks, depois dizer que foi um erro e daí tentar ajudar o Harry… Naquela hora, o Harry disse umas verdades que fez ele crescer no meu conceito. rsrs

    Mas depois que a gente vê o Remus chegar ao Chalé das Conchas super feliz pelo filho, acaba que perdoa tudo. rsrs

    Sabia que vc ia fazer jus ao seu queridinho do mês e personagem favorito, o jeito que vc falou dele foi como se vcs se conhecessem desde sempre. ^_^

    Bjos bjos

    • Ah, mas eu gosto do Snape. Acho um dos personagens mais bem construído de toda a série hahaha!
      Eu ADORO o Sirius. Aliás, eu adoro todas as histórias dos Marotos hahaha!
      Mas o Remus é meio emo mesmo. Ele fica todo “mimimi mas eu sou um lobisomem”!XD Aliás, eu aplaudi o Harry nessa cena que você citou: ele estava mais do que certo.

  6. Até me emocinei..😥. Remus também é meu preferido para sempre, já havia pensado em tudo que foi dito no artigo, mas não me impediu de me emocionar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s