Resenha: Dash & Lily’s Book of Dares

Imagine: Você está na sua livraria preferida, na prateleira dedicado ao seu autor preferido  (ninguém mais ninguém menos que F. Scott Fitzgerald) quando se depara com um caderninho vermelho olhando pra você, pedindo para ser aberto. É isso que acontece com Dash, que cede aos impulsos de sua curiosidade, abre o caderno e encontra o seguinte:

“Eu deixei algumas pistas para você.
Se você as quiser, vire a página.
Se não, coloque o caderno de volta na prateleira, por favor.”

Dash obviamente aceita o desafio, e assim começa sua correspondência com Lily. A história se passa na cidade de Nova York às vésperas do Natal – época idolatrada por Lily e detestada por Dash. Seus desafios os levam à diversos cantos da Big Apple, onde a cada nova leitura do caderno eles sentem que se conhecem – e se entendem – cada vez mais.

Com capítulos divididos entre o ponto de vista de Dash e o ponto de vista de Lily (David Levithan sendo o responsável por Dash, e Rachel Cohn por Lily), a história se desenvolve ao redor da amizade formada pelas páginas do caderno, e em como cada um deles passa a ver esse relacionamento inusitado como um ponto de luz em suas vidas. Mas o mais interessante na história de Dash & Lily é como o livro lida com expectativas, especialmente por parte de Dash. Através das coisas que Lily escreve, Dash a imagina de uma maneira que pode não ter absolutamente nada a ver com a verdadeira Lily. Quantas vezes nós não fazemos isso? Criamos uma projeção do que gostaríamos que as pessoas fossem, e quando elas cometem o crime de serem elas mesmas e não quem nós projetamos, nós nos decepcionamos. É exatamente isso que Dash e Lily devem enfrentar e tentar superar, caso eles decidam se encontrar um dia.

Recheado de bom humor, espírito natalino, e uma pitada de fantasia que vai te deixar com um sorriso no rosto e uma vontade enorme de caminhar pelas ruas de Manhattan, Dash & Lily’s Book of Dares é um livro perfeito para ser lido ao lado da árvore de Natal, tomando um chocolate quente e desfrutando de cookies tão gostosos quanto os que Lily faz.

Ficha Técnica:

Título: Dash & Lily’s Book of Dares
Autor: David Levithan & Rachel Cohn
Editora: Ember
Páginas: 260
Avaliação: 4/5 estrelas

Onde Comprar: Cultura // Book Depository

7 respostas em “Resenha: Dash & Lily’s Book of Dares

    • Porque Fitzgerald é um dos autores preferidos da Lily. E do Dash também, por isso que ele encontrou o caderno: estava matando o tempo na prateleira do Fitzgerald.

  1. Adoro esse tipo de livro… heheheh A gente fica mais curiosa com o resultado, é um livro que nao dá tempo nem de ler spoilers, pq q gente quer ler rápido pra saber o final. hehehe

    • Hahaha Lucy, você e seus spoilers! É uma leitura bem fácil, flui rapidinho mesmo! E é aquele tipo de história que você sabe o que acontece no final, então o que importa mesmo é a jornada deliciosa pra chegar até lá!

  2. Ahhh o livro que você daria para mim de Natal! *-*
    Eu li “Nick & Nora”, e para falar a verdade, não gostei muito (apesar de todo mundo adorar). Mas confesso que Dash & Lily’s Book of Dares me chamou MUITO mais a atenção! *-* Com certeza irei ler!

    • Ainda não li Nick e Nora, mas Dash & Lily eu gostei muito… super me identifiquei com o Dash hahahaha. Acho que você vai gostar! É bem um livro pra se ler nessa época mesmo, viu!

  3. Pingback: Retrospectiva Literária « Viajando Sem Dinheiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s